Comunicação, Marketing

11 músicas que fizeram sucesso na publicidade

O ranking foi montado pela jornalista Cris Simon, da Exame.com e ficou bem bacana.

Não copiei tudo o que a jornalista reuniu de informações ou o post ficaria enorme, mas coloquei alguns comentários.

Recomendo a leitura, tem bastante informação e o layout da exame.com é bem dinâmico.

Apple: Love Train, do Wolfmother, e a série Silhouettes

As peças traziam silhuetas de pessoas dançando contra panos de fundo bem coloridos, sempre ouvindo músicas em iPods e fones da Apple, que são implicitamente lembrados por serem representados na cor branca. Dessa forma, os aparelhos destacam-se em relação à silhueta e também ao fundo.

Os comerciais e as “silhuetas dançarinas” são variados e modificam-se de acordo com a trilha. Entre os artistas que participaram da série com músicas próprias estão: Wolfmother (ao lado), U2White StripesThe Temper TrapFeistJetThe Fratellis,ColdplayGorillazSteriogramThe Black Eyed PeasDaft Punk.

 

Fundação Síndrome de Down: Fake Plastic Trees, do Radiohead

A propaganda “Carlinhos”, como ficou conhecido o comercial institucional da Fundação Síndrome de Down, tornou-se popular na década de 90 e é lembrada até hoje pela suavidade com que tratou o tema: “Down. A pior síndrome é a do preconceito”.

Criada pela agência DM9DDB em 1998, o filme tinha a música “Fake Plastic Trees”, do banda britânica Radiohead, como trilha sonora. O mérito do comercial está no casamento perfeito entre som e imagem, com um grande potencial para emocionar.

Coca-Cola: What a Wonderful World, de Louis Armstrong, cantada por Joey Ramone

Big Splash, a primeira campanha da Coca-Cola para a América Latina em 2009, mostra um mundo drasticamente modificado pela explosão de uma garrafa do refrigerante. O visual totalmente psicodélico brinca com o poder transformador das atitudes positivas.

Com o slogan “Sua felicidade transforma” e a música “What a Wonderful World”, na voz de Joey Ramone.

Mitsubishi Pajero – Forever Young, do Alphaville

Uma sequência com várias pessoas usando máscaras de lama sobre o rosto, cantando baixinho e sem ânimo “Forever Young”, uma das músicas mais conhecidas do grupo alemão Alphaville. A primeira impressão que se tem quando o comercial começa é de que em seguida virão frases sobre algum tratamento ou produto estético. Foi por isso que o filme “Lama faz Bem”, do Mitsubishi Pajero TR4 Flex 2010, surpreendeu tanto.

Nestlé: Emoções, de Roberto Carlos

Em 2011, a famosa canção “Emoções”, de Roberto Carlos, foi usada pela primeira vez em uma campanha publicitária. A música é a trilha sonora de “Retrospectiva“, uma das peças que marcam a comemoração dos 90 anos da Nestlé no Brasil.

MercadoLivre: Someone is there waiting for my song, de Aselin Debison

Um spot de 30 segundos em que um rapaz anuncia a venda de um beijo pelo site, e uma garota resolve comprar o “produto”. Bom exemplo de harmonia entre ideia e trilha, “Beijo”, como foi chamado o vídeo, fez a música “Someone is there waiting for my song”, da canadense Aselin Debison.

Fiat Punto: Shut Your Eyes, do Shout Out Louds

Comercial do Fiat Punto de 2007, “Heroína” foi criado pela agência Leo Burnett e mostra a relação de um rapaz com uma personagem de HQ. A música que embala o comercial chama-se Shut Your Eyes, e é originalmente da banda sueca Shout Out Louds, mas a versão que passa na TV é mais lenta, cantada pelo próprio diretor da peça, Carlos Manga Jr.

 

VISA: Today, de Smashing Pumpkins

Em 2009, a VISA estreou um comercial inspirador criado pela agência TBWA\Chiat\Day e embalado por Today, de Smashing Pumpkins. Na versão exibida no Brasil, a peça publicitária, parte da campanha “Go”, é narrada pelo ator Antônio Fagundes.


Fiat Idea: Un Belo Dia, de Yaniel Matos Perez

O comercial de lançamento do Fiat Idea, de 2006, fez muita gente sair cantando “Un Belo Dia” sem perceber. A música ganhou simpatia e virou hit.

Interpretada por Yaniel Matos Perez, “Un Belo Dia” foi produzida pelo estúdio Tentáculo especialmente para o filme, a pedido da agência Leo Burnett, que atende a conta da Fiat.

 

Nescafé Dolce Gusto: Sex Machine, de James Brown

A Nescafé Dolce Gusto incorporou James Brown em 2009 e colocou suas cafeteiras para dançar ao som de Get Up I Feel Like Being A Sex Machine, também conhecida como Sex Machine.

 

 

Claro Teste: Should I Stay or Should I Go?, de The Clash

 

A campanha Claro Teste, de 2009, é embalada com muita pertinência pela clássica “Should I Stay or Should I Go?”, da banda inglesa The Clash. A escolha da trilha encaixou perfeitamente no comercial porque ambos trabalham com a ideia de dúvida. No caso do filme da Claro, a música introduz o teste, produto oferecido pela empresa.

 

 

 

 

Um spot de 30 segundos em que um rapaz anuncia a venda de um beijo pelo site, e uma garota resolve comprar o “produto”. Bom exemplo de harmonia entre ideia e trilha, “Beijo”, como foi chamado o vídeo, fez a música “Someone is there waiting for my song”, da canadense Aselin Debison.

http://www.youtube.com/watch?v=K69v20FL_Hc&feature=player_embedded

Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s